domingo, 8 de julho de 2012

PARATY - 2012

Instalação Mugil Curema, obra de criação de  Adriana Cruz e Aristides Orlandi do qual faz parte um conjunto de esculturas suspensas de peixes, sugerindo um cardume em movimento. Do rio Perequê-açu (nome do rio que margeia a cidade: pirá=peixe / ikê=entrada / açú=grande - “grande estuário onde os peixes entram, geralmente para desova”), nasce uma das premissas do conceito utilizado celebrando além da origem do nome dado ao município pelos índios guaianás, também a enorme riqueza e diversidade de peixes da região. Os primeiros habitantes conhecidos do local onde se situa hoje a cidade de Paraty foram os índios guaianás, que chamavam a região aonde viviam como paratii, que em tupi significa “água do parati”.
Calçamento pé-de-moleque
Ao fundo, Paraty
Personagens da Literatura infantojuvenil saem das páginas dos livrose brincam com as crianças na Praça da Matriz
Casario
Passeio de charrete
Árvores de livros na praça
Árvores de livros
Quintal da pousada Estalagem Colinial.
Micos no quintal, convidados para o café da manhã

Casario
Pousada Estalagem Colonial