quinta-feira, 15 de abril de 2010

A maior autoridade em leitura no Brasil


Eliana Yunes, esteve em 15.04.10, no Palacete Wolf, em Curitiba.
Responsável pela Cátedra Leitura da Unesco, é uma das mais importantes pensadoras e pesquisadoras da área da Leitura no Brasil. Fundadora, junto com Affonso Romano de Sant'Anna e outros, do Proler, ação de Leitura vinculada à Fundação Biblioteca Nacional, foi também responsável pela implantação, na década de 90, do projeto Casa de Leitura, no Rio de Janeiro. A vinda dela à Curitiba faz parte dos investimentos na área de formação de Agentes Mediadores de Leitura, ligada à Coordenação de Literatura da Fundação Cultural de Curitiba.
"Acham que criar bibliotecas é incentivar a leitura. Mas não se fala em tirar o livro da estante, não se pensa sobre a recepção do texto, sobre o lugar do leitor".
Eliana começou a se interessar pelo assunto quando era coordenadora do ciclo básico no Colégio Santo Inácio e tentou entender por que a maioria dos alunos, crianças que gostavam de ler, parava de ler em determinada idade. "Entre as causas do desapego à leitura, a mais grave é que a experiência deixa de ser partilhada. Os pais acham que os filhos podem ler sozinhos. Sem leitura compartilhada, não tem formação de crítica. A leitura passa, então, a ser uma prestação de contas escolar"
Além de chamar a atenção para a necessidade de desescolarizar a leitura, Eliana assinala que os próprios professores do Ensino Fundamental não estão preparados para incentivar a leitura. "Muitos não lêem, inclusive. Não é somente um problema escolar, é uma questão social. Não falo apenas da leitura de livros, mas da leitura do mundo. Um dos meus objetivos é estudar e analisar como as pessoas lêem o mundo. Você só pode escrever depois que consegue decodificar outras linguagens. A leitura antecede o livro. E tudo é linguagem..."