quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

FLORIANÓPOLIS

Férias no sul da Ilha de Florianópolis.

Espetacular!

Praia do Campeche, Riozinho e Lagoa da Conceição, além dos passseios no Pântano do sul.


O ano iniciou com saúde, alegria, sol e mar.















Deu no New York Times, segundo reportagem da Band News, que Florianópolis foi comparada a Ibiza e Saint Tropez, por suas praias maravilhosas. De fato, natureza prodigiosa, só continua mostrando a água verde em três tons, onde não foi poluída.


Deu no New York Times, segundo reportagem da Band News, que Florianópolis foi comparada a Ibiza e Saint Tropez, por suas praias maravilhosas. De fato, natureza prodigiosa, só continua mostrando a água verde em três tons, onde não foi poluída.

Deu no New York Times, segundo reportagem da Band News, que Florianópolis foi comparada a Ibiza e Saint Tropez, por suas praias maravilhosas. De fato, natureza prodigiosa, só continua mostrando a água verde em três tons, onde não foi poluída.
Deu no New York Times, segundo reportagem da Band News, que Florianópolis foi comparada a Ibiza e Saint Tropez, por suas praias maravilhosas. De fato, natureza prodigiosa, só continua mostrando a água verde em três tons, onde não foi poluída.
Deu no New York Times, segundo reportagem da Band News, que Florianópolis foi comparada a Ibiza e Saint Tropez, por suas praias maravilhosas. De fato, natureza prodigiosa, só continua mostrando a água verde em três tons, onde não foi poluída.
que fica ao sul e a bonita Santo Antônio de Lisboa, que fica ao norte,pode-se apreciar
a arquitet
ura.



Florianópolis, montanha, céu e mar.

Um dos mais famosos pontos turísticos, a ponte Hercílio Luz,

está entre as maiores pontes pênseis do mundo.
Foi inaugurada em 13 de maio de 1926 e fechada para o tráfego em 1982,
de acordo com o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.
Possui 821 metros de comprimento, e sua estrutura de aço tem peso estimado em 4.000 toneladas.

No Sul da Ilha há muitas belezas para apreciar.
Entre as praias mais concorridas estão Campeche, Riozinho, Joaquina e arredores.

A natureza sofreu e ainda se refaz do prejuízo das enchentes do ano de 2008.

O Estado de Santa Catarina, com o esforço e o trabalho de um povo forte, se reergue. Há que se registrar também a solidariedade do povo brasileiro, ressaltando os curitibanos, que se empenharam em colaborar com Santa Catarina.


O céu é de um azul contente e o mar de ondas enormes para surfar.

Em duas das localidades de colonização açoriana de Florianópolis: Ribeirão da Ilha,








Há 93 fazendas marinhas na Baía Sul, produzindo as mais saborosas ostras.








paisagem, no pôr-do-sol é ainda mais bonita!














Ostras e mariscos chegam à mesa, in natura ou gratinados, depois de serem colhidos na hora. Aproveitamos um delicioso almoço no Restaurante Ostradamus. Recomendo!

Passeios no Pântano do Sul. A Praia do Matadeiro apresenta uma trilha no seu extremo.
Percorrendo-a pode-se explorar

belos costões, vegetação nativa
de Mata Atlântica, fontes de água, flores, aves e a
exuberância da Praia da Lagoinha do Leste e sua lagoa encantada.

A praia do Riozinho é um trecho de pouco mais de 300 metros da extensa Praia do Campeche, à esquerda de quem chega pela Avenida Pequeno Príncipe. Ficou famosa nos últimos anos pela localização e estrutura que oferece ondas para os surfistas das seis da manhã, e que agora bomba entre os kitesurfistas e os dissidentes da Praia Mole.


Pratica-se voleibol, frescobol e as raquetes de tênis de praia não param.
É frequentada por pessoas bonitas que não querem pagar o mico de enfrentar trânsito para pegar praia.

Passeando de barco pela Lagoa da Conceição, observa-se os parapentes que são uma espécie de pára-quedas projetados para decolar de encostas de montanhas ou morros.

Quando as condições ambientais são favoráveis, 

os voadores sobem além do ponto de decolagem e
ficam no céu por várias horas.
Térmicas (bolhas de ar quente) 

ou lifts (ventos ascendentes pelo contorno das elevações) 
sustentam o praticante no ar. 

O pouso geralmente acontece em pastos ou na praia.
Com peso entre 7 e 10 kg, o "paraca" pode ser
transportado em uma mochila nas costas.

A atividade é segura, desde que
se faça um curso em escola credenciada.